Simpósio Nacional de Geografia Urbana

GT-11: Os lazeres na (re)produção do urbano

Coordenadores: Eustógio Dantas (UFC], Alexandre Queiroz Pereira (UFC), Gilmar Mascarenhas (UERJ) -  in memorian, Nelba Azevedo Penna [UNB] e Glauco Bienenstein (UFF)

 

A urbanização em função dos lazeres e do turismo produz formas-conteúdos em escala regional e intraurbana. Os (eco) resorts, parques temáticos, as novas arenas esportivas e empreendimentos turístico-imobiliários são indicadores da reprodução do espaço associado a novas formas de acumulação. Eventos festivos e esportivos padronizados, práticas marítimas modernas e demais atividades de lazer urbano-metropolitano engendram ambiências e sociabilidades que atribuem novos sentidos à cidade. Mas a dimensão lúdica da vida urbana, segundo Henri Lefebvre, ultrapassa o vasto leque de serviços ofertado pelo segmento. Abrange o uso, através de práticas autônomas e inventivas, utopias de cidade, táticas e apropriações que circunscrevem iniciativas diversas no vasto campo do possível no devir urbano. O conjunto das atividades lúdicas dialoga com a urbanização dispersa, as centralidades, a segregação socioespacial, a espetacularização, a gentrificação, a metropolização do território, dentre outros processos. Neste sentido, convidamos a pensar os conteúdos socioespaciais desdobrados pela dimensão do lúdico na (re)produção do urbano.

Trabalhos aprovados no GT-11
 

1. ALESSANDRA DOS SANTOS VIEIRA. O ESPAÇO LIVRE EM ANÁLISE: A ANTIGA PEDREIRA RIO DOCE NO BAIRRO JOANA D’ARC – VITÓRIA/ES

2. ANA CAROLINA PAULA BASÍLIO. CITYADOS NO URBANO: A TRIALÉTICA DAS FRONTEIRAS (IN) VISÍVEIS AOS CORPOS NEGROS-PERIFÉRICOS

3. DAIANA NOVAES GOUVÊA. APROPRIAÇÃO DO ESPAÇO PÚBLICO NA PERIFERIA FLUMINENSE: A PRAÇA COMO EQUIPAMENTO DE LAZER

4. FERNANDA MINGOTE COLARES LUZ, CAROLINI TAVARES FRINHANI. REFLEXÕES SOBRE A PRODUÇÃO DOS PARQUES PÚBLICOS EM BELO HORIZONTE NA PERSPECTIVA DO URBANISMO E A RELAÇÃO DE LAZER

5. FLAVIA MARIA DE ASSIS PAULA. GEOGRAFIA, CIDADE E JUVENTUDE(S): UMA ANÁLISE DA ESPACIALIDADE DO LAZER JUVENIL NA METRÓPOLE DE GOIÂNIA

6. IGOR CORONA PEDRONE, LUIZA DE MATTOS SILVA. PROPOSTAS URBANÍSTICAS PARA A READEQUAÇÃO DE ESPAÇOS LIVRES URBANOS

7. ISABELLA SOUZA RODRIGUES. BRINCADEIRAS COTIDIANAS NO BAIRRO GOIABEIRAS: ONDE ESTÃO AS CRIANÇAS?

8. IZABEL NAHUM DIAS, PABLO RENAN DE SOUZA LOUREIRO. A SEGREGAÇÃO SOCIOESPACIAL NOS ESPAÇOS DE LAZER EM BELÉM/PA

9. JEFFERSON DE OLIVEIRA VINCO. A CONTEMPORÂNEA PRODUÇÃO DE UMA CIDADE HISTÓRICA: UM DEBATE SOBRE A GESTÃO CULTURAL, A PATRIMONIALIZAÇÃO E A FESTIVALIZAÇÃO

10. LAUDENIDES PONTES DOS SANTOS. OS ESPAÇOS PÚBLICOS DE LAZER DA ZONA SUDESTE DE TERESINA-PI

11. MARCOS ANTÔNIO SILVESTRE GOMES. ANÁLISE SOCIOESPACIAL DAS PRAÇAS PÚBLICAS DE UBERABA-MG

12. NATHAN DA SILVA NUNES. A CIDADE MARAVILHOSA DOS CARTÕES POSTAIS: TRANSFORMAÇÕES URBANAS DO RIO DE JANEIRO E SUAS REPRESENTAÇÕES

13. RAFAEL PEREIRA NUNES. A RESISTÊNCIA DO LUGAR COMUM DO CARNAVAL DE RUA ATRAVÉS DOS BLOCOS NÃO-OFICIAIS

14. VANESSA JORGE ARAUJO, LEANDRO ALMEIDA DA SILVEIRA. CENTRALIDADES GASTRONÔMICAS: TRANSFORMAÇÕES SOCIOESPACIAIS DA METRÓPOLE DO RIO DE JANEIRO

Acesso à informação
Transparência Pública

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Fernando Ferrari, 514 - Goiabeiras, Vitória - ES | CEP 29075-910